Em Viagem

quinta, 12 novembro 2015 00:00 Escrito por 

Fallon & Byrne, Dublin (IE)...

A quando da visita a Dublin, os nossos anfitriões levaram-nos a excelentes restaurantes - La Maison, Fire e Fallon & Byrne - a que se juntou um outro que escolhemos, o Boxty, todos de muito boa qualidade, com uma mistura de gastronomia irlandesa e internacional. Pelo conceito (pouco visto em Portugal), ficou-nos na retina o Fallon & Byrne que combina três áreas bem distintas num único edifício (bem antigo e de construção georgiana).

Assim, para além de um restaurante bastante requintado e, pelo menos a um almoço de sábado, totalmente cheio e repleto de famílias irlandesas, o Fallon & Byrne possui ainda uma bem abastecida 'wine cellar' e um bem apresentado e muito concorrido 'food hall'. O Food Hall, uma mistura de um mercado de frescos e de loja gourmet, tem um conjunto de cores e aromas que, mesmo visitado depois de um almoço substancial, nos conseguiu fazer despertar os sentidos e se as compras não foram muito extensas, a razão prende-se com a exiguidade das bagagens das companhias de aviação low-cost. O espaço de venda de queijos a corte, bem como as propostas a nível de pré-embalados, era muito amplo e demonstra bem o gosto dos irlandeses por este produto. Os queijos franceses e italianos estão no topo das preferências, encontrando-se também alguns queijos espanhóis e suíços, para além de muitos ingleses, com destaque para as inúmeras variações de cheddar. Contudo, surpreendeu-nos - uma vez mais - a variedade dos queijos irlandeses, havendo um verdeiro culto pelos queijos de quinta, num país em que o rural e o urbano se misturam com enorme naturalidade e em que o cidadão comum tem uma forte ligação ao território e aos seus produtos.

 

 

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies, que usamos apenas para fins estatísticos, de forma a podermos melhorar a sua utilização.